Previsões e Tendências na Construção de Hospitais para 2018

Previsões e Tendências na Construção de Hospitais para 2018

O ano de 2018 já começou e com ele novas tendências de design de instalações médicas estão surgindo. A E4H, empresa especializada em empreendimentos de saúde, lançou suas previsões sobre as tendências na construção de hospitais para 2018.

Elas têm como base a mudança no setor de saúde, bem como as novas demandas dos empreendimentos do gênero. Layouts mais dinâmicos e com configurações diferenciadas são algumas apostas para esse ano. Além disso, as inovações tecnológicas também prometem mudar totalmente o ambiente hospitalar.

Entre as previsões de projeto de construção de hospital ideal também está a criação de espaços compactos. Eles são ideais para atendimentos variados, mas sem ocupar prédios gigantescos. Essa é uma tendência que surgiu justamente por conta da diminuição de espaços urbanos.

Confira abaixo as principais previsões para a arquitetura da área de saúde:

 

Reconfiguração da ala de emergência com base nos cuidados da saúde comportamental

 

emergencia

O crescimento do número de casos de doenças e distúrbios mentais (e a conscientização sobre esses problemas) tem feito com que hospitais se preocupem mais com o atendimento de pacientes que sofram com algum tipo de doença cognitiva.

Por isso, uma das tendências relacionadas a criação de um projeto de construção de hospital é justamente a separação das acomodações voltadas para esses pacientes do departamento de emergência. Além disso, estruturas para o acolhimento dos familiares também são itens dentro dessa tendência.

 

Uso da realidade virtual para a criação de um projeto de construção de hospital ideal

 

A Realidade Virtual é uma tecnologia que já faz parte do nosso dia a dia em diversos aspectos e agora passa a ser uma tendência em projetos de construção de hospitais. Segundo a E4H Environments for Health Architectur, essa tecnologia será utilizada para obter os feedbacks de projetos antes mesmo da construção.

Basicamente, equipamentos de VR terão como função demonstrar como espaços hospitalares ficariam. Dessa maneira, é possível coordenar a construção de infraestruturas de forma totalmente segura. Além disso, essa tecnologia permite mudanças no design, bem como o compartilhamento de ideias e comentários.

 

Micro-hospitais

 

hospital

 

Outra estratégia dos empreendimentos de saúde são os chamados micro ou mini-hospitais. Esses espaços oferecem todos os serviços de um hospital convencional (leitos, Centro cirúrgico, laboratórios e etc), mas em um espaço bem menor.

Essa é uma tendência que tem como base as demandas urbanísticas atuais. Com o aumento das cidades, a necessidade de serviços de saúde também cresce. Enquanto isso, os espaços para a instalação de unidades de atendimento apenas diminuem.

Logo, os micro-hospitais são ótimas opções. Totalmente compactos, eles oferecem todo o aporte para acomodar desde pacientes convencionais até casos de emergência e quadros mais graves. Tudo isso dentro de um ambiente construído de maneira inteligente, que utiliza os espaços de forma dinamizada e totalmente eficaz.

 

Ambientes ambulatoriais mais amigáveis

 

Outra previsão em relação a criação de projeto de construção de hospital é em relação aos ambientes ambulatoriais. Segundo a E4H esses serviços estão sendo movidos para espaços mais amigáveis, que ofereçam acomodações mais confortáveis e humanas.

Isso acontece, principalmente, por conta do aumento no número de pacientes com quadros mais delicados, que precisam de cuidados permanentes. Por conta de suas necessidades específicas, especialistas apontam que o ideal é a criação de acomodações mais amigáveis.

A E4H estudou alguns casos e descobriu que os ambientes nos quais os pacientes ficam podem interferir diretamente na recuperação. Segundo as pesquisas realizadas pela empresa de arquitetura, pessoas que foram alocadas em um espaço mais familiar e amigável tiveram uma melhora mais rápida no quadro.

A tendência é que o projeto de construção de hospital tenha como foco o conforto do paciente e seus familiares. Isso acontece por meio da construção de quartos suítes, bem como a implantação de sistemas especializados de filtragem tanto de água como de ar.

Além disso, também seriam implantados serviços de acolhimento e cuidados nas recepções desses espaços. Eles se encarregariam de verificar as demandas diárias de cada paciente, trabalhando para atendê-las da melhor maneira possível.

Basicamente, ao invés dos serviços ambulatoriais ficarem junto com os demais departamentos, eles teriam um espaço próprio onde os pacientes poderiam ser tratados de maneira mais amigável.

 

Implantação em shoppings

 

 

A implantação de empreendimentos de saúde dentro de shoppings é uma previsão que tem como base algumas mudanças da sociedade. A primeira delas é a popularização de serviços de saúde mais acessíveis, tanto financeiramente como geograficamente. Isso acontece porque as pessoas estão em busca de uma saúde mais plena, mas ao alcance de suas rotinas corridas.

Outro motivo é por conta da falta de espaços em grandes cidades. Atualmente, é extremamente difícil construir um hospital de médio porte em metrópoles, justamente porque não há espaço. Esse não é um problema para shoppings.

Com andares inteiros disponíveis, eles são os locais ideais para se criar um projeto de construção de hospital. Além de espaços, eles possuem toda a infraestrutura necessária, e, também são mais acessíveis para pessoas que têm uma rotina corrida, que exige que os cuidados médicos sejam feitos perto de suas casas e trabalho.

 

Acolhimento de pacientes com quadros mais agudos

 

Patient in hospital bed speaking to Doctor

Por conta do aumento de dias dos pacientes dentro de hospitais, os empreendimentos de saúde tem que acomodar pessoas com quadros mais agudos por mais tempo. Os idosos são o grupo que mais se enquadra dentro desse cenário, justamente por conta de suas necessidades.

Logo, é necessário se pensar em espaços integrados que possam facilitar o trabalho das equipes médicas. Ao mesmo tempo, deve-se maximizar o conforto desses pacientes que precisam de mais atenção médica. Pensando nisso uma das tendências é a criação de espaços próprios para o atendimento desses casos mais graves e que exigem cuidados específicos.

Esse tipo de projeto de construção de hospital é a principal previsão para 2018. As pessoas têm vivido mais, e, consequentemente, necessitam de mais cuidados médicos. Dessa maneira, é imprescindível que empreendimentos de saúde pensem no desenvolvimento de espaços mais acessíveis e dinâmicos para acomodar seus pacientes da melhor forma.

2 thoughts on “Previsões e Tendências na Construção de Hospitais para 2018

Deixe uma resposta