Principais Benefícios de Hospitais Sustentáveis

Principais Benefícios de Hospitais Sustentáveis

Existem muitas razões para se criar hospitais sustentáveis. De acordo com a Pesquisa de Operações Sustentáveis, da revista HFM, inúmeras vantagens são observadas por hospitais sustentáveis – amigáveis ao meio ambiente. E são 3 os benefícios mais citados pelas organizações de saúde. Melhoria da saúde da comunidade, menor impacto ambiental e economias substanciais de custos.

Este último benefício, inclusive, libera recursos que podem ser usados para melhorar o atendimento aos pacientes. E, à medida que mais e mais organizações de saúde passaram a se preocupar com o meio ambiente, descobriu-se que há muitas maneiras de chegar ao objetivo de ser “verde”.

OS 3 PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DE HOSPITAIS SUSTENTÁVEIS

Os hospitais participantes da pesquisa disseram que a melhoria da saúde da comunidade é um grande motivador. Por exemplo, o simples fato de controlar emissões de carbono, no longo prazo contribui para uma melhora significativa na qualidade de vida nos arredores.

O impacto ambiental reduzido também reflete em qualidade de vida. Além disso, conquista-se um status mais qualificado da imagem da organização de saúde em termos de mercado. A empresa por trás do hospital é visto com bons olhos pelos clientes (pacientes) pelo fato de ser ambientalmente responsável.

Por último, economizar dinheiro enquanto ajuda o meio ambiente e melhora a qualidade de vida da comunidade é uma situação de win-win – todos ganham. E é sobre este tema que dissertamos neste artigo.

ECONOMIA TRADUZIDA EM MAIS BENEFÍCIOS

REAPROVEITAMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA

O Centro de Saúde Hospitalar de São José, em Syracuse, NY, recebeu o reconhecimento da Sociedade Americana de Engenharia de Serviços de Saúde por sua planta de cogeração, que foi construída para suportar uma expansão milionária.

St Josephs Hospital
St Josephs Hospital

Para compreensão, a cogeração é um meio altamente eficiente e ambientalmente atraente de gerar calor e energia elétrica ao mesmo tempo. A cogeração é alcançada quando uma usina geradora é construída em conjunto com uma construção que tem necessidades tanto para a energia e energia de calor que é produzida.

Benefícios:

  • O vapor de baixa pressão é fornecido ao prédio depois de ser usado para geração de energia.
  • Alguns prédios consomem vapor de alta pressão no cogerador, enquanto outros fornecem vapor de alta pressão excedente, onde é usado para gerar energia em vez de ser ventilado.
  • Os gases residuais da construção geram energia em vez de serem queimados em pilhas de combustão.
  • A energia é fornecida ao prédio para evitar perdas de transmissão.
  • O compartilhamento de produtos de processo, como água de resfriamento, ar comprimido, tratamento de água e água de alimentação, aumenta a eficiência e os custos.

Como resultado, em seu primeiro ano de operação, o prédio produziu 26 milhões de KWH, atendendo a 80% de suas necessidades elétricas e a 95% de seu consumo de vapor. Portanto, o hospital estima que a usina reduza os custos anuais de serviços em R$ 3,5 milhões.

REDUÇÃO DE EMISSÃO DE CARBONO DOS RESFRIADORES

O esforço do Centro Médico Milton S. Hershey, da Universidade Estadual da Pensilvânia, para se tornar um alvo verde é o de suas fábricas de resfriadores. Depois de atualizar seus 12 resfriadores, o hospital reduziu os custos de energia em R$ 1 milhão por ano e diminuiu sua emissão de carbono em 3 mil toneladas no primeiro ano. Além disso, está economizando mais de 5 milhões de litros de água.

Hospitais que são bem sucedidos em suas iniciativas verdes tendem a estabelecer metas claras antes de iniciar novos projetos. Por exemplo, um grupo de hospitais de Boston está à frente das metas de redução de emissão de gases de efeito estufa da cidade e do estado. Massachusetts ordenou reduções de emissões de 25% até 2020. Enquanto isso, os hospitais da área de Boston já estão a caminho de reduzir as emissões em 33% até 2020.

Em conclusão, os engenheiros e proprietários de hospitais sustentáveis recebem grandes retornos por seus projetos amigáveis ao meio ambiente. As melhorias de qualidade de vida da região crescem e o impacto ambiental fica cada vez mais controlado. Além disso, os recursos economizados com reduções, reciclagem e reaproveitamento ficam disponíveis para investimentos.

Acompanhe este artigo sobre os 3 Rs das Construções Sustentáveis para saber mais.

Deixe uma resposta