Paradas não programadas nas obras industriais: o que causa e como evitar?

Paradas não programadas nas obras industriais: o que causa e como evitar?

Mencione paradas não programadas nas obras industriais para qualquer pessoa na indústria e você ouvirá histórias intermináveis ​​de projetos que se estenderam por semanas, meses e anos. De fato, atrasos na construção são tão comuns que, de acordo com o McKinsey Global Institute, 77% dos megaprojetos em todo o mundo estão 40% ou mais atrasados.

Em cada projeto de construção, há tantas partes móveis e indivíduos envolvidos trabalhando para conclui-lo que é fácil entender como até mesmo a menor alteração pode afetar negativamente o cronograma. Além disso, junto aos atrasos, vêm multas, taxas e a má reputação que faz com que as empresas de construção percam lucros e potenciais clientes.

Embora os atrasos sejam comuns, ninguém se beneficia deles e podem ser extremamente caros. Mesmo que algumas das razões para as paradas não programadas nas obras possam estar fora do seu controle — como o tempo e desastres naturais — alguns tipos de atrasos podem ser controlados até certo ponto para evitar grandes custos excedentes.

Como com muitos problemas durante o processo de construção, ser preventivo e proativo é a melhor maneira de lidar com possíveis problemas de cronograma. Para te ajudar, mostramos abaixo as causas mais comuns de paradas não programadas nas obras e o que pode ser feito para evitá-las! Acompanhe:

Os tipos de paradas não programadas nas obras

Como já sugerimos, algumas paradas não programadas nas obras estão além do nosso controle. Estas são tipicamente classificadas como atrasos desculpáveis ​​e incluem coisas como condições meteorológicas adversas e problemas da cidade que atrasam o trabalho por culpa do proprietário ou das pessoas que foram contratadas para concluir o trabalho.

Por outro lado, atrasos não desculpáveis ​​acontecem devido ao mau planejamento e outras questões, incluindo baixa qualidade do trabalho, equipamentos defeituosos e subcontratados que não cumprem os prazos. Em geral, essas paradas não programadas nas obras poderiam ter sido evitadas, mas não foram, e é preciso tomar providências para compensar o atraso.

Para o restante deste artigo, abordaremos os tipos mais comuns de paradas não desculpáveis e forneceremos dicas para ajudar você a evitá-los. Para isso, separaremos as causas por estágio da obra em que elas podem ocorrer.

Problemas na fase pré-construção que causam paradas

Agora que você sabe sobre os tipos de paradas não programadas nas obras que podem ocorrer, é melhor prever uma ampla gama de contratempos que podem acontecer em qualquer ponto de um projeto. Ainda assim, a melhor maneira de lidar com atrasos é se preparar adequadamente na fase de pré-construção.

Mudanças no escopo do projeto

Ordens de mudança inesperadas e fuga do escopo ocorrem em uma grande maioria de projetos e, com agendamento impreciso, eles podem ser subestimados de diversas maneiras desde o início.

Quando a imprecisão existe desde o início, pode ser muito difícil recuperar o atraso ou fazer o nível correto de alterações para que o projeto seja concluído no tempo estimado. Tenha em mente que fazer um projeto a tempo não é sempre uma opção realista, e os atrasos decorrentes da subestimação podem colocar sua empresa em uma perspectiva negativa para negócios futuros.

Códigos e regulamentos de construção

Às vezes, um projeto está progredindo bem, mas uma vez que o governo se envolve e se eles determinam que os regulamentos de construção não estão sendo cumpridos, o projeto pode ter grandes atrasos.

Com a compreensão de um amplo arranjo de regulamentações em primeiro lugar, seu projeto de construção será mais focado em garantir que as regulamentações da cidade e outros códigos e requisitos de construção sejam atendidos desde o início. Sem um conhecimento abrangente das regras e regulamentações relevantes, será difícil acelerar o projeto.

Financiamento ou assuntos orçamentários

O financiamento é outra necessidade comum que deve ser abordada no início da fase de planejamento. Naturalmente, ter financiamento em vigor e alinhado antes do início de um projeto pode ajudar a reduzir as questões orçamentárias, mas alguns projetos avançam apenas com financiamento parcial.

Devido ao processo de licitação competitivo, os contratados, às vezes, aproveitam essa oportunidade para receber o projeto. Não obstante, as mudanças orçamentárias podem se tornar uma questão séria para projetos que gastam mais ou que foram projetados em torno de um orçamento maior e esperado.

Investir em software de orçamento é uma maneira de reduzir as chances de se deparar com problemas monetários e atrasos posteriores. Usar esse tipo de software reduz o risco e ajuda você no planejamento, mas ainda há uma chance de ocorrer atrasos devido a problemas de financiamento, caso eles não sejam gerenciados adequadamente ao longo do projeto.

Problemas durante a construção que causam paradas

Certificar-se de que as mudanças no cronograma estão previstas adequadamente na fase de planejamento reduzirá definitivamente as paradas não programadas nas obras, mas lembre-se de que medidas importantes de gerenciamento do local na fase de construção são necessárias para manter um projeto em andamento.

Escassez de mão de obra

Você pode ter muitas pessoas alinhadas para concluir um projeto e não ter outros projetos que precisem ser concluídos naquele momento, mas isso pode facilmente mudar de um dia para o outro. Assim como em qualquer trabalho, as pessoas adoecem, mudam ou deixam a empresa.

Em particular, a rotatividade de funcionários na construção é uma das mais altas de todas as indústrias. Mesmo que você planeje a quantidade certa de funcionários para um projeto, outros podem surgir se você ganhar mais licitações e se suas necessidades de força de trabalho mudarem ao longo do projeto.

Também é importante conhecer as suas limitações. Mesmo que você ganhe um projeto adicional, se estiver com poucas pessoas certamente atrasará um, se não mais, de seus projetos.

Uma equipe ineficiente

Além da escassez de mão de obra, se a equipe que você tem para um projeto de construção não for eficiente, você poderá acabar com problemas reais. A qualidade dos seus subordinados pode variar significativamente de empresa para empresa e até de pessoa para pessoa.

Trabalhadores ineficientes podem levar muito mais horas-homem para completar um trabalho e quando isso se torna um problema, seu projeto fica para trás e pode custar-lhe mais devido a mais horas de trabalho pagas.

A ineficiência é uma questão muito real para um projeto de construção e resulta em grandes atrasos e despesas que podem ser difíceis de recuperar. Ao pré-selecionar seus subcontratados e acompanhar quais empresas estão fornecendo a você a equipe mais eficiente, você pode tomar decisões melhores sobre sua equipe responsável aproveitando ao máximo seu tempo no relógio.

Problemas ou falta de maquinário

Vários engenheiros já estão cientes dessa causa de paradas não programadas nas obras, mas alguns optam por ignorar a aquisição de novos equipamentos.

Imagine um operador trabalhando em um canteiro de obras de 100 hectares que precisa esmagar pedras para concluir o projeto. No entanto, eles usam uma máquina substituta para realizar a tarefa de construção, que leva cerca de cinco vezes mais do que o equipamento apropriado.

Isso não apenas causa desperdício de tempo e baixa produtividade, mas também compromete as limitações e a longevidade do equipamento pesado.

Além disso, quando o equipamento pesado ou os acessórios atingem suas limitações, eles se tornam propensos a danos e desgaste, e para piorar, eles se quebram. Falhas de máquinas são caras. Embora a manutenção preventiva e preditiva regulares ajudem a garantir que a máquina funcione 100%, investir em equipamentos confiáveis ​​economiza tempo, dinheiro e esforço.

Problemas em todas as fases que causam paradas

A questão do erro humano precisa ser controlada em todos os estágios de um projeto. Em particular, os problemas de comunicação podem ter impactos imensos em um cronograma, mas são melhor controlados com a ajuda da tecnologia.

Lacunas na comunicação entre equipes

Sem colaboração e comunicação atualizada, é fácil ficar para trás no seu projeto de construção. Se você estiver usando sistemas ou procedimentos que não refletem alterações em tempo real, seu projeto estará totalmente aberto para erros, retrabalho e atrasos.

Usar software na nuvem de produtividade de construção ajuda porque permite que você se comunique com sua equipe e com todos os envolvidos no projeto. Isso também ajuda a garantir que a colaboração seja fácil, então você tem menos com o que se preocupar e ninguém pode alegar que eles ficaram de fora da discussão quando precisaram saber algo importante sobre o projeto e sua conclusão.

Embora a comunicação não garanta que não haverá paradas não programadas nas obras, ela certamente reduz as chances e facilita a realização de tarefas em um período menor de tempo para que sua empresa possa cumprir prazos e concluir projetos com eficiência e eficácia.

Conclusão para evitar paradas não programadas nas obras

Embora os atrasos nos projetos chamem mais a atenção do que quando estão dentro do cronograma, os profissionais da construção devem estar cientes dos diferentes graus de paradas não programadas nas obras e do que as causa, a fim de evitar o maior número possível delas.

Algumas paradas de construção simplesmente não podem ser evitadas, mas os danos que elas causam podem ser mitigados com o planejamento adequado, comunicação e aplicativos de software. Outra alternativa é contar com um parceiro com experiência no ramo.

Quando as empresas de construção civil estão preparadas, os atrasos se tornam mais curtos e menos frequentes, ajudando-as a permanecer no prazo e dentro do orçamento. Por sua vez, quanto mais dentro do cronograma seu projeto está, seu ROI aumenta e sua empresa tem mais tempo e recursos para ganhar mais trabalho.

E você, como lida com as paradas não programadas nas suas obras? Comente abaixo e compartilhe sua experiência conosco!

Deixe uma resposta