O Design Thinking na Construção de Hospitais

O Design Thinking na Construção de Hospitais

O design thinking na construção de hospitais tem se tornado cada vez mais popular. Basicamente, ele diz respeito a uma nova metodologia de se pensar design. Mais do que o visual do produto ou ambiente, ele foca no bem-estar das pessoas.

Esse conceito tem ganhado destaque em várias áreas, mas, principalmente na de saúde. Isso porque, ele proporciona um espaço mais agradável tanto para o paciente, quanto para o acompanhante e funcionários.

Esse método visa criar projetos que vão além da estética. Todo o layout e tarefas que são incluídas nos planos também levam em conta aspectos cognitivos e emocionais. Isso tudo para melhorar a experiência das pessoas.

Para conseguir usar o design thinking na construção de hospitais, o profissional precisa ter um olhar holístico sobre o mundo. Compreender todos os aspectos que englobam um planejamento multissensorial. Ou seja, ter empatia.

Se você ainda nunca ouviu falart de Design Thinking, clique aqui para saber do que estamos falando: https://meusucesso.com/artigos/inovacao-e-tecnologia/o-que-e-design-thinking-conceitos-e-definicoes-132/

Quais as vantagens do design thinking na construção de hospitais para os engenheiros?

O design thinking na construção de hospitais tem aberto várias possibilidades para os engenheiros. Hoje, eles não precisam mais ficar presos a conceitos obsoletos e pensar apenas na estética de seus projetos.

Agora, é possível colocar em prática a habilidade de ter empatia e criar soluções visando o bem-estar das pessoas. Essa é uma tendência mundial que tem ganhado cada vez mais força, e não só nessa área.

O marketing, por exemplo, descobriu que a experiência do usuário vale muito mais do que as vendas. Isso porque é dessa maneira que se cria uma identidade de marca sólida.

O design thinking na construção de hospitais traz uma série de vantagens competitivas para os engenheiros. Confira abaixo algumas delas.

  • ROI: Por conta das soluções criativas, os projetos terão um retorno financeiro maior. Isso sem contar no fortalecimento da imagem do profissional.
  • Fidelização de clientes: O design thinking na construção de hospitais é uma excelente forma de fidelização de clientes, pois, trabalha na criação de experiências.
  • Mais facilidade para reconhecimento de problemas: Como o engenheiro passa a trabalhar com vários aspectos do layout, e não apenas a estética, ele consegue reconhecer e solucionar problemas com mais facilidade.

Essas são apenas algumas das vantagens que o profissional terá ao aplicar o design thinking na construção de hospitais. Com essa metodologia, o engenheiro terá destaque entre a concorrência.

Cases de sucesso do design thinking na construção de hospitais de hospitais

Essa metodologia tem se tornado cada vez mais popular, principalmente dentro de hospitais. Confira abaixo alguns cases de sucesso que utilizaram o conceito para o desenvolvimento de soluções diferenciadas;

Tim Brown – Experiência do usuário

Tim Brown é o fundador dessa metodologia. Em seu livro, ele descreve um excelente exemplo de case que usa esse conceito. Tudo começou quando ele e sua equipe precisavam desenvolver uma nova ala hospitalar para o SSM DePaul Health Center, em Saint Louis.

O time achava que para obter um conhecimento mais profundo sobre as necessidades do local, era necessária uma exploração mais aprofundada. Logo, eles decidiram colocar um dos colaboradores na ala de emergência para descobrir as demandas locais.

Por meio de relatos de Kristian Simsarian e imagens de uma câmera oculta, eles conseguiram captar várias necessidades, não só físicas, mas as emocionais dos pacientes.
Graças a essa jornada do paciente, eles conseguiram identificar desde a necessidade de um ambiente menos sem graça, até um atendimento mais humano e esclarecedor.

Madlove

Você já imaginou como seria uma ala psiquiátrica que fosse desenvolvida pelos pacientes? É exatamente isso que o projeto europeu Madlove resolveu explorar.

O artista James Leadbitter, que já passou por várias internações psiquiátricas sempre se sentiu desconfortável com as enfermarias. Segundo ele, o design frio e ríspido acaba interferindo diretamente na recuperação dos pacientes.

Pensando nisso, ele se juntou a colaboradora Hannah Hull e juntos coletaram as opiniões de mais de 300 pacientes, psiquiatras, arquitetos e designers. O objetivo? Construir um ambiente agradável que ajuda na recuperação.

O resultado desse estudo pode ser visto em um protótipo exposto na Foundation for Art and Creative Technology, em Liverpool.

A empatia humana é a nova tendência

Chega de pensar em projetos frios, que só visam melhorar a estética. Hoje, a tendência da engenharia é criar soluções que levem em conta todos os aspectos necessários para gerar o bem-estar nas pessoas.

Não se trata de apenas ter um ambiente útil, mas, um espaço convidativo, que faça os indivíduos se sentirem bem. Para isso, é essencial que os profissionais passem a exercitar a empatia diária.

O design thinking na construção de hospitais chegou para ficar. Por isso, invista nessa ideia e busque aperfeiçoamento. Você verá como essa nova visão holística sobre a engenharia te abrirá novos horizontes e irá gerar resultados incríveis e imensuráveis.

One thought on “O Design Thinking na Construção de Hospitais

Deixe uma resposta