Agregados na Construção Civil – você sabe o que é?

Agregados na Construção Civil – você sabe o que é?

Você sabe o que são os agregados na construção civil e sua importância para o seu projeto?

Uma obra sempre precisará dos agregados. Os agregados são aqueles materiais essenciais, principalmente, para a fundação do seu projeto. Existem diversos tipos de agregados, mas em geral, são os materiais granulares e sem volume definido.

 

Quais são os tipos de agregados?

Os agregados costumam ser materiais minerais granulares. Eles são usados para concretos e podem ser britas, cascalhos, areias ou produtos industriais, por exemplo.

A vantagem dos agregados é a quantidade de opções e a disponibilidade do material.

Porém ainda assim é importante certificar-se da qualidade do material adquirido. Existem especificações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) que definem padrões de qualidade para os agregados, sejam eles naturais ou não.

É fundamental, por exemplo, que o agregado apresente grãos minerais resistentes para que a qualidade do cimento/concreto seja mantida. Fora isso é importante verificar se agregados não estão contaminados por outros resíduos.   

 

Tipos de Agregados

Agregados são materiais que podem ser encontrados de forma natural ou podem ser produzidos artificialmente.

Os agregados naturais mais comuns são:

  • Areia
  • Cascalho
  • Pedregulho

 

Já os agregados artificiais são aqueles da indústria, produzidos ou modificados por ela. Sendo eles:

  • Areia artificial
  • Argila expandida
  • Pedras britada

A escolha de uso de um agregado se dá através da análise da densidade, peso e volume do material.

Os agregados também podem ser separados entre leves, pesados e normais. A categoria do produto dependerá de sua massa unitária.

Assim, as categorias de acordo com a massa unitária são as seguintes:

Leves: inferior a 1120 kg/m3

Pesados: superior a 1800 kg/m3

Normais: entre 1500 e 1800 kg/m3

 

Influência dos Agregados na Construção Civil

Escolher um agregado ruim poderá trazer consequências drásticas para o seu projeto. Logo, a opção mais barata nem sem é compensatória.

Isso porque algumas economias podem acabar voltando contra você. Uma vez que você usa um agregado de baixa qualidade, poderá necessitar de maior quantidade de outros produtos. Por sua vez esses outros produtos podem ter custo mais alto.

Além disso, agregados com baixa qualidade, como areias e britas que não seguem os padrões da ABNT, podem afetar a resistência do concreto e sua durabilidade.

Então, pesquise bem e faça o cálculo da previsibilidade de seus custos financeiros e projete a quantidade de material a ser utilizado.

Gostou do conteúdo? Compartilhe com os seus contatos!

Deixe uma resposta